quarta-feira, 9 de abril de 2014

Poema~~~~~~~~~~~~~~Esquce-te de mim amor~~~~~~~



Esquece-te de mim , Amor,
das delícias que vivemos
na penumbra daquela casa,
Esquece-te.
Faz por esquecer
o momento em que chegamos,
assim como eu esqueço
que partiste,
mal chegamos,
para te esqueceres  de mim,
esquecido já
de alguma vez
termos chegado.

~~~~ António Mega Ferreira ~~~~

6 comentários:

  1. Nunca se olvida lo amado.

    un abrazo

    fus

    ResponderEliminar
  2. Olá Fus!
    Gracias por tu visita. Sí... lo primer nunca se olvida.

    Un abrazo
    Célia

    ResponderEliminar
  3. Um esquecimento improvável.

    Belo, o poema.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Por vezes, é preciso saber esquecer...
    Não conhecia o poema, gostei dele.
    Célia, querida amiga, tem uma boa Páscoa.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  5. Olá! Nilson, que tenhas também uma boa Páscoa...! Com umas amêndoas doces,
    para adoçar um pouco esta passagem...

    Bjs amigo *** Célia.

    ResponderEliminar